quarta-feira, 8 de outubro de 2014

SP: Casas Bahia é condenada por exigir de vendedora práticas enganosas ao consumidor

A rede varejista Nova Casa Bahia (Casas Bahia) foi condenada a pagar R$ 15 mil de indenização por danos morais a uma vendedora por exigir práticas enganosas ao consumidor sem a sua ciência, para aumentar o valor das vendas. Para a Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que não conheceu do recurso da empresa contra a condenação, "o poder diretivo patronal extrapolou os limites constitucionais que amparam a dignidade do ser humano".

Carmem Feijó e Paula Andrade

Blog do Noblat: Ministério Público investiga Samsung por assédio moral

O Ministério Público do Trabalho de São Paulo (MPT) está investigando a Samsung por assédio moral. As denúncias começaram a chegar no fim do ano passado e vão desde xingamentos a jornadas que chegam a 60 horas semanais (no Brasil, a jornada legal é de 44 horas), conforme informou a colunista Mônica Bergamo, da “Folha de S. Paulo” anteontem.

Cássia Almeida, O Globo

DF: Vendedor obrigado a usar chapéu de palhaço por não alcançar metas ganha indenização

A Mackson Marques Martins Maia (4M Telecom) e a Global Village Telecom S/A (GVT) foram condenadas a pagar indenização de R$ 1 mil a um consultor de vendas que era obrigado a vestir chapéu de palhaço em reuniões de trabalho sempre que não atingia metas de vendas. A decisão foi tomada pela juíza Roberta de Melo Carvalho, da 6ª Vara do Trabalho de Brasília (DF).

Mauro Burlamaqui - TRT10