sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Portugal: Casos de assédio no trabalho vão ser conhecidos no maior inquérito no país

Dezenas de entrevistadores estão a fazer inquéritos a 1800 mulheres e homens, em idade activa, para apurarem o número de casos de assédio sexual e moral nos locais de trabalho, no maior levantamento alguma vez feito em Portugal.

Por Pedro Vilela / Lusa - Público.pt

SP: Prefeito de São Carlos assina TAC se comprometendo a não permitir mais casos de assédio moral

Reportagem publicada na edição desta quinta-feira do Jornal Primeira Página, trouxe a informação de que o prefeito Paulo Altomani assinou, com o Ministério Público do Trabalho (MPT), um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), onde se comprometeu a não permitir que qualquer dos seus servidores, incluindo gestores, comissionados, diretores e gerentes pratiquem atos de assédio moral.

Por Redação São Carlos Dia e Noite, com informações do Jornal Primeira Página

ES: Iases condena gerente acusada por servidores de assédio moral

O Instituto de Atendimento Socioeducativo do Estado (Iases), em Vitória, ES, condenou a gerente Maria das Graças Ferreira, penalizando-a a suspensão de dez dias, por inadequada com outro servidor pública. Em 2013, a gerente foi denunciada pelos servidores da Gerência de Inclusão Social, Abordagem Familiar e Comunitária (GISAFC) por assédio moral.

Por Livia Francez / Século Diário

MG: Empregado obrigado a tirar licença prêmio será indenizado

Um engenheiro agrônomo, que trabalha para uma empresa pública de urbanização de Juiz de Fora desde 1980, procurou a Justiça do Trabalho protestando contra a forma impositiva que a empregadora tem adotado para lhe conceder licença prêmio. Ele informou que, desde julho de 2013, tem sido vítima de assédio moral, pois foi forçado a tirar licença prêmio por quatro meses e, quando retornou ao trabalho, em outubro de 2013, foi novamente obrigado a usufruir de mais quatro meses da mesma licença, tendo se recusado a assinar a comunicação desse segundo período. Por isso, pleiteou o retorno imediato ao trabalho, bem como uma indenização pelo assédio moral sofrido.

Por Assessoria de Comunicação Social / TRT3