terça-feira, 12 de maio de 2015

SP: Em SP, ações sobre assédio moral coletivo quintuplicam em quatro anos

Entre 2011 e 2014, o número de casos sobre assédio moral organizacional que chegou ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2º Região de São Paulo (o maior do País, responsável por casos da capital, Guarulhos, Osasco, Baixada Santista e ABC paulista), quase quintuplicou. Em 2011, apenas cinco casos chegaram ao TRT2t, segunda instância do judiciário trabalhista. Em 2014, foram 24, e este ano já foram seis.

Por Bárbara Libório - iG São Paulo

Portugal: SCOTTURB condenada por assédio moral

O Tribunal do Trabalho de Cascais considerou que a mudança de funções de um trabalhador para categoria inferior por decisão unilateral da empresa viola as garantias legais do trabalhador e ainda que o comportamento da empresa que retira funções ao trabalhador, o coloca em situação de inactividade, o impede de conviver com os colegas de trabalho e o coloca à porta das instalações sujeito às intempéries é humilhante e ofensivo da dignidade do trabalhador e, como tal, configura uma situação de assédio moral, constituindo justa causa de resolução do contrato de trabalho pelo trabalhador.

Por CGTP - Sítio dos Diritos

SP: Em 2014, Justiça de SP registrou uma denúncia de assédio moral a cada 12 horas

O Ministério Público do Trabalho da 2º região de São Paulo recebeu 684 denúncias sobre assédio moral no trabalho em 2014, número três vezes maior do que o recebido em 2009 – 213. Até março deste ano, já foram instaurados 191 procedimentos para investigação.

Por Bárbara Libório - iG São Paulo

Japão: Koji Igarashi fala sobre o litígio entre a Konami e Kojima

O antigo produtor de Castlevania e que recentemente anunciou o seu projecto no Kickstarter, Koji Igarashi, falou sobre o litígio entre a Konami e Hideo Kojima, uma relação que deverá terminar após o lançamento de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain.

Por Luís Alves / EuroGamer.pt

PR: Distribuidora da Coca-Cola indenizará empregado exposto em lista de devedores por diferença de caixa

A Spaipa S.A. Indústria Brasileira de Bebidas, fabricante e distribuidora da Coca-Cola em Curitiba (PR), vai pagar indenização por danos morais a um auxiliar de motorista que teve seu nome exposto numa lista de devedores por diferença de caixa na prestação de contas. A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu de recurso da empresa, entendendo comprovado o abalo moral e a negligência da empresa ao deixar de evitar as brincadeiras entre os empregados sobre a lista.

Por Elaine Rocha/CF - Secretaria de Comunicação Social / Tribunal Superior do Trabalho

SP: Prefeitura da USP Capital afasta servidores por assédio moral

Após 20 dias de paralisação e histórico de reclamações, funcionários conseguem afastamento de chefes abusivos.

Por Fernando Magarian e Marcelo Grava / Jornal do Campus

SP: Pela falta de sanitários, empresa terá de indenizar maquinista de locomotiras em R$ 10 mil

A 4ª Câmara do TRT-15 aumentou para R$ 10 mil o valor da indenização por danos morais que um maquinista de locomotiva de uma grande empresa do ramo ferroviário deveria receber por ter sofrido com a falta de sanitários durante o tempo que trabalhou para a reclamada. O Juízo da 2ª Vara do Trabalho de São José do Rio Preto havia arbitrado em R$ 5 mil a indenização, mas o trabalhador não concordou e recorreu.

Por Ademar Lopes Junior / TRT 15

SP: Assédio sexual vira indenização de R$ 15 mil, diz TJ

Ação foi proposta por uma mulher que já residiu em Fernandópolis, interior de São Paulo.

Por Ethos Redação - Ethos Online