sexta-feira, 18 de setembro de 2015

BA: Empresa que pediu 'pele branca' a candidatas faz acordo com o MPT

O Ministério Público do Trabalho (MPT) firmou acordo com uma empresa que produziu anúncio de processo seletivo em Salvador exigindo "pele branca" como critério para a candidata. O Termo de Ajuste de Conduta (TAC) previu produção de 3.500 cartilhas informativas contra assério moral e prática discriminatória, como indenização por danos morais coletivos, segundo informou a Procuradoria nesta terça-feira (15). O material será utilizado em campanhas de conscientização.

Por G1 Bahia

SP: Sindspam vê assédio moral em post do prefeito e vai levar o caso ao MPT

O Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (Sindspam) informou que vai levar ao Ministério Público do Trabalho (MPT) o post em que o prefeito pede sugestões da população para punir um servidor que teria quebrado o câmbio de uma ambulância. Para a entidade, com a postagem no Facebook, Paulo Altomani desrespeitou o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em dezembro de 2014 para evitar casos de assédio moral envolvendo funcionários públicos.

Por Stefhanie Piovezan / G1 São Carlos e Araraquara - Foto Reprodução/EPTV

MT: Assédio Moral reflete lógica da competitividade no trabalho, afirma Roberto Heloani

Mais de três horas de debate e, se dependesse do público, poderia ter sido até mais. Foi assim a palestra sobre Assédio Moral, ministrada pelo professor da Unicamp, José Roberto Heloani, no dia 09/09, na Adufmat-Ssind, em Cuiabá, MT.

Por Luana Soutos / Assessoria de Imprensa do Comando Local de Greve da Adufmat-Ssind 

RS: Empregada impedida de trabalhar após alta do INSS vai receber salários do período de afastamento

O WMS Supermercados do Brasil Ltda. (rede Wal Mart) terá de pagar os salários de uma operadora de caixa relativos ao seu afastamento do trabalho em decorrência de uma patologia reumática. Apesar de a empregada ter sido considerada apta pelo INSS, a empresa impediu seu retorno ao trabalho e deixou-a sem remuneração, alegando que não estava apta para exercer suas funções. A empresa recorreu da condenação, mas a Sétima Turma do Tribunal Superior negou provimento ao seu agravo de instrumento.

Por Mário Correia/CF - Secretaria de Comunicação Social do TST

MG: Cipeiro obrigado a assinar carta de renúncia à estabilidade será indenizado por assédio moral

O empregado eleito membro da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) possui estabilidade provisória no emprego, desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato, nos termos do artigo 10, inciso II, alínea a, do ADCT. Mas ele pode renunciar a essa garantia de emprego, sendo esta a situação alegada por uma empresa do ramo de telemarketing e informática para tentar afastar a condenação pretendida por um ex-empregado na Justiça do Trabalho.

Por Âmbito Jurídico.com.br

RS: SIPAT das unidades de Sapucaia do Sul do FHGV inicia com palestra sobre assédio moral no trabalho

A Semana Interna de Prevenção de Acidentes (Sipat) da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas iniciou, na manhã desta segunda-feira (14/9), com a palestra Assédio Moral no Trabalho, apresentada pela advogada Michele Amaral Pires e a psicóloga Natália dos Santos Pires.

Por Comunicação Fundação H Getúlio Vargas