quarta-feira, 30 de setembro de 2015

RS: Brasil Telecom terá que indenizar gerente por fazer pressão psicológica antes de dispensa em massa

A Brasil Telecom S/A (atual Oi) terá que indenizar um ex-gerente de planejamento comercial por pressioná-lo psicologicamente na hora da demissão. O presidente da empresa anunciou que só os melhores permaneceriam durante processo seletivo que resultou em demissão coletiva de trabalhadores. A empresa tentou se isentar da condenação, mas seu agravo de instrumento foi desprovido pela Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho.

Por Taciana Giesel/CF - Secretaria de Comunicação Social do Tribunal Superior do Trabalho

DF: Auto Park Estacionamento Rotativo combate assédio moral

A MR Brasília Estacionamento Rotativo Ltda. – EPP (Auto Park Estacionamento Rotativo) assinou Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF), representado pelo procurador Luís Paulo Villafañe Gomes Santos se comprometendo a combater toda prática de assédio moral e sexual dentro de suas unidades.

Por ASCOM / Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e em Tocantins - PRT 10ª Região

SP: MPT em Campinas mira assédio moral a funcionários de telemarketing

O Ministério Público do Trabalho (MPT) recomendou a empresas de telemarketing a implantação de medidas para combater o assédio moral contra funcionários. O órgão trabalhista realizou uma audiência pública em Campinas (SP), nesta sexta-feira (25), para tratar do assunto e reuniu, também, sindicatos patronais e trabalhadores da categoria.

Por G1 Campinas e Região

SP: Maria Filó diz que só contratará gays porque não engravidam

A rede de moda feminina Maria Filó passa por uma saia justa nesta semana, desde que uma funcionária grávida divulgou um comentário feito a ele pelo dono da empresa.

Por Tatiana Vaz / EXAME.com

RN: CLT 70 discute Assédio Moral nas Relações de Trabalho

No dia 08 de outubro, às 19h, no auditório da Livraria Saraiva do Midway Mall, o projeto CLT 70 Minutos vai discutir o ''Assédio Moral nas Relações de Trabalho'' com a presença do procurador do MPT e professor, Gleydson Gadelha, e do advogado, professor e servidor do TRT-RN, Marcelo Roberto.

Por Ascom - TRT/21ª Região 

MS: Trabalhadora não consegue comprovar que renunciou à estabilidade como cipeira por assédio moral

A Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu do recurso de uma ex-coordenadora administrativa para Sebival Segurança Bancária Industrial e de Valores Ltda e Brink's que alegava que, para forçar um pedido de demissão depois de engravidar e voltar da licença maternidade, sofreu ações discriminatórias e assédio moral. Por ser membro da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), a empregada tinha direito à estabilidade. No entanto, ela alegou que, além de ser obrigada a assinar um documento que a desligava da comissão, foi perseguida e desviada de suas atividades.

Por Caio Guedes/CF - Secretaria de Comunicação Social do Tribunal Superior do Trabalho